19 Junho, 2024

Incêndios: Bombeiro foi detido por ser suspeito de crimes de fogo florestal na Lousã

©Bombeiros.pt

Um homem de 25 anos, empregado fabril e bombeiro voluntário, foi detido pela suspeita da prática de cinco crimes de incêndio florestal em localidades do concelho da Lousã, no distrito de Coimbra, informou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

A PJ esclareceu numa nota de imprensa que o suspeito foi detido na quinta-feira, através da diretoria do Centro, com a colaboração da Guarda Nacional Republicana (GNR) da Lousã e do Grupo de Trabalho para a Redução de Ignições em Espaço Rural do Centro.

O homem, “solteiro, empregado fabril e bombeiro voluntário”, foi detido pela presumível prática de cinco crimes de incêndio florestal, ocorridos na segunda e na quarta-feira, no concelho da Lousã, no distrito de Coimbra.

O suspeito, com “uso de chama direta (isqueiro), ateou os incêndios na floresta, em zonas com vasta mancha florestal com centenas de hectares, com continuidade vertical e horizontal, densamente povoados, confinante com a zona urbana, que teria proporções mais gravosas caso não tivesse havido uma rápida e decisiva intervenção dos meios de combate”, afirmou a PJ.

De acordo com a PJ, a atuação do homem “colocou em perigo” a integridade física, a vida de pessoas, habitações e uma grande mancha florestal.

O detido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados