24 Junho, 2024

EDP Renováveis aumenta lucros em 7% para 445 milhões de euros até setembro

A empresa revela que as receitas da EDP Renováveis foram de 1654 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, menos 5% do que no mesmo período de 2022, devido à queda no preço médio de venda da energia.

© D.R.

A EDP Renováveis teve lucros de 445 milhões de euros entre janeiro e setembro, mais 7% do que no mesmo período de 2022, segundo informação da empresa publicada esta terça-feira pela Comissão do Marcado de Valores Mobiliários (CMVM).

A empresa, que tem sede em Madrid e está cotada na Bolsa de Lisboa, revelou que as receitas da EDP Renováveis foram de 1654 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, menos 5% do que no mesmo período de 2022, devido à queda de 7% no preço médio de venda da energia.

Este impacto foi parcialmente compensado pelo aumento de 3% na geração de energia renovável, disse a empresa, que acrescentou que apesar deste crescimento, a produção foi penalizada pelo impacto do fenómeno meteorológico conhecido como El Niño nas eólicas dos Estados Unidos da América.

Quanto aos custos da EDP Renováveis, aumentaram 5% nos primeiros três trimestres de 2023, comparando com os mesmos meses do ano passado, com a empresa a destacar impostos pagos na Europa e gastos associados a atrasos na entrada em operação de novas capacidades instaladas nos Estados Unidos e na Colômbia.

Neste período, a EDP Renováveis fez um investimento bruto de 3,4 mil milhões de euros e a dívida líquida alcançou os 6,1 milhões de euros.

A EDP Renováveis é uma empresa subsidiária e detida a 74,98% pelo Grupo EDP (Energias de Portugal), operando no domínio das energias renováveis.

Em 2022, a empresa apresentou lucros de 671 milhões de euros, um aumento de 2% em relação ao ano anterior.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados