21 Julho, 2024

Ações da empresa chinesa de IA SenseTime caem 12% após morte do cofundador

As ações da empresa chinesa de inteligência artificial (IA) SenseTime caíram hoje quase 12% na bolsa de valores de Hong Kong, após a morte do seu cofundador e maior acionista, Tang Xiao'ou, considerado um "pioneiro" do setor no país asiático.

© D.R.

As ações da empresa estavam a perder 11,9% por volta das 13:30 locais (05:30, em Lisboa).

Tang, professor da Universidade Chinesa de Hong Kong, morreu na sexta-feira à noite, aos 55 anos, após ter contraído uma doença que não foi divulgada ao público.

O académico, doutorado pelo prestigiado Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, e com experiência em empresas líderes da indústria, como a Microsoft, centrou a sua investigação em áreas como visão computacional, reconhecimento de padrões e processamento de vídeo.

Tang fundou a SenseTime em 2014 com vários cientistas informáticos – incluindo antigos alunos – e detinha mais de 20% das suas ações, com mais de 68% dos direitos de voto, o que lhe conferiu uma fortuna de mais de 2,5 mil milhões de dólares (2,3 mil milhões de euros), tornando-o a 33.ª pessoa mais rica de Hong Kong.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Receba o Folha Nacional no seu e-mail

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados