27 Fevereiro, 2024

Beneficiários do subsídio de desemprego aumentam 12.487 em novembro

O número de beneficiários do subsídio de desemprego aumentou em novembro, em 12.487, em termos homólogos, uma variação de 9,8% para 139.634, segundo a síntese do Gabinete de Estratégia e Planeamento (GEP) do Ministério do Trabalho.

©️ Centro de Emprego

No documento, hoje divulgado, a tutela revelou que “o número de beneficiários/as foi de 139.634”, sendo que na comparação com o mês anterior, ocorreu um aumento de 4,2% (mais 5.654 beneficiárias/os) e, face ao mês homólogo, houve um crescimento de 12.487 subsídios processados (+9,8%).

Segundo os mesmos dados, “as várias prestações de desemprego abrangeram 177.179 beneficiários/as, em novembro de 2023”, sendo que na variação face ao mês anterior “houve um crescimento de 3,9% (mais 6.713 beneficiários/as) e, em relação ao período homólogo, verificou-se um aumento de 13.254 beneficiários/as (+8,1%)”.

Segundo a tutela, o valor médio das prestações de desemprego foi de 585,86 euros.

Por outro lado, “no caso do subsídio social de desemprego inicial, esta prestação foi processada a 7.513 beneficiários/as”, sendo que este valor representa face ao mês anterior, um “crescimento de 23,5% e, na variação com o período homólogo, houve um acréscimo de 1.270 subsídios (+20,3%)”.

Já o subsídio social de desemprego subsequente abrangeu 22.340 beneficiários/as, uma diminuição mensal de 1,0% (menos 230 beneficiários/as) e, na comparação homóloga, a redução foi de 2.552 beneficiários/as (-10,3%).

A mesma informação destacou que “as prestações de desemprego são maioritariamente requeridas por mulheres (57,9%), correspondendo a 102.508 beneficiárias e a 74.671 beneficiários (42,1%)”.

Segundo os dados, “na variação mensal, as prestações de desemprego tiveram um crescimento de 5,7% no caso dos homens, e de 2,7% no caso das mulheres”.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados