20 Julho, 2024

Recibos verdes no Estado atingem em junho valor mais alto desde 2011

O número de trabalhadores a recibos verdes na administração pública totalizou 18.707 no final do primeiro semestre, sendo o mais alto desde o início da série, que começa em 2011, segundo o boletim estatístico divulgado hoje.

© Folha Nacional

 

Segundo os quadros que acompanham o Boletim Estatístico do Emprego Público (BOEP), o número de prestadores de serviços (recibos verdes) na administração pública no final de junho aumentou 9,2% face ao mesmo período de 2022 e registou uma subida de 16% em relação a dezembro de 2022.

Do total de recibos verdes, 9.994 estavam com contrato de tarefa e 8.713 com avença.

O boletim realça que os contratos de prestações de serviços no primeiro semestre “foram celebrados maioritariamente (60,1%) na modalidade de tarefa”.

“Esta modalidade predominou nas entidades da administração central, enquanto nas entidades da administração regional da Madeira e da administração local foi maior o número de prestadores de serviços com contratos de avença (55,0% e 58,9% do total, respetivamente)”, pode ler-se no BOEP.

Na administração central, onde os prestadores de serviços aumentaram 11% em termos homólogos, para 10.585, o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social detinha no final de junho o maior número de recibos verdes (6.540), seguido pelo Ministério de Justiça (1.087) e pelo Ministério da Economia e do Mar (736).

Na administração regional e local o número de prestadores de serviços era em junho de 8.122, representando uma subida homóloga de 6,9% e de 3,9% face a dezembro de 2022.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Receba o Folha Nacional no seu e-mail

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados