24 Fevereiro, 2024

O Perigo iminente e as Consequências graves das decisões de Mentes Acéfalas.

A nossa inestimável herança.

É primordial que defendamos a nossa inestimável Herança.

Ignorantemente, as pessoas que mais deviam defender o Património Português, são quem nos governa nos dias de hoje.

A Impunidade de um País ignorante a funcionar no seu melhor.

 Uma Nação de bem, que foi transformada insanamente, numa outra Nação sem escrúpulos e ignorante.  Um governo que paga para que as pessoas sejam ignorantes. Um governo que paga para que se deixe estragar o nosso riquíssimo Património. Património esse, que vem sendo atacado pela ignorância que prima pelo desrespeito pelos valores Patriotas, valores esses, que são constantemente vandalizados, ignorados e indevidamente preservados. Um Património que tem sido nos últimos anos devastado pela política ignorante e ignóbil que se formou ultimamente em Portugal. Devido a políticas erráticas levadas a cabo pelos exmos. Governantes, desprovidos do mínimo de escrúpulos, inteligência e sensatez. Exmos. Senhores, o nosso riquíssimo Património está em péssimo estado. Os Exmos. Senhores, não tem vergonha na cara de andarem constantemente a gastar o dinheiro dos contribuintes Portugueses naquilo que não devem?  Andam a gastar de forma indiscriminada o erário público dos contribuintes portugueses, em coisas supérfluas que nada nos dizem respeito? Os exmos. senhores governantes, não sabem preservar o que de melhor temos? O nosso vastíssimo Património, que com todas as suas, vastíssimas características o identificam de uma forma fantástica? E que nos faz orgulhar? 

Exmos. senhores iluminados. Vocês em contrapartida! Dão-se luxo e atrevimento de deixarem, que se leve a insegurança e o medo às ruas? Quando nos deslocamos para determinados locais tradicionais? Sem que possamos andar de forma salutar e segura? Isto é de uma extrema falta de respeito da vossa parte. Neste ponto, os excelentíssimos Senhores governantes conseguiram a proeza de deixar que se matasse em grande parte o comercio tradicional Português. São os maiores responsáveis por isso. Lojas seculares portuguesas, foram deixadas morrer em prol da praga de certos tipos de comercio barato (lojas de souvenires), lojas essas ocupadas indiscriminadamente por extraeuropeus, com o vosso conhecimento e consentimento? Não têm vergonha na cara exmos. governantes? Em que essas ditas gentes não pagam impostos? Que grande lata! HUM! Cheira-me a esturro! Como é que esses tipos de lojas abrem constantemente? De forma tão abusiva? Cá para nós que ninguém nos ouve, cheira-me, a dormidas de imigrantes ilegais dento das lojas, cheira-me a lavagens de dinheiro e, entretanto, muitos outros abusos sem controlo das autoridades devem ser cometidos. Estou aqui a pensar… será?!  Será que andam a transformar partes das lojas em alojamento (dormidas) locais? O Exmos. senhores governantes estão a par destas aberturas de lojas, desta forma abusiva e indiscriminada? Quem é que está por trás deste comercio barato? É caso para se perguntar!

Quem é que paga as rendas altíssimas destas supostas Lojas?

A quem dá jeito este tipo de Comércio?

Faço essa pergunta, devido a esta gentinha extraeuropeus, não pagarem qualquer tipo de renda e impostos e os nossos lojistas portugueses, pelo contrário estão sobrecarregados de despesas com impostos e rendas. Ao ponto de terem de encerrar portas.

 O grave desta situação, é o seguinte: É a de que não se vê ninguém de jeito a comprar alguma coisinha que seja!… neste tipo de comercio barato!

 Assim sendo, como é que eles conseguem dinheiro para comerem e pagarem alojamento? 

Como é possível? Conseguirem disfarçar e fintar esta causa tão vergonhosa?

Não haverá maneira, por parte das autoridades! De serem levadas e obrigadas a investigar de uma forma dura e eficaz, esta situação abusiva e gravíssima que se está a dar em Portugal?!

 É muito estranho!!… Pois os bons lojistas portugueses estão a fechar portas por não suportarem as rendas altíssimas que estão a ser praticadas. Por exemplo: Em Lisboa e Cascais, no centro destas cidades, as ruas estão a ser alvo constante de abusos, que levam ao encerramento de lojas boas e seculares. Em contrapartida, constata-se cada vez mais, o ver surgir este tipo de comércio barato e duvidoso. Deixa-se desta forma, inconcebível?! Que haja um atentado destes ao Comercio Português? E o mais grave! É que é feito descaradamente em plena luz do dia, com o aval de suas excelências os iluminados governantes sem vergonha na cara, de forma gratuita, participação, autorização e consentimento, que deixam nascer, de forma abusiva, lojas com uma frequência duvidosa que vão contra a nossa sociedade verdadeiramente Portuguesa.  Deixando, assim, que se abram precedentes gravíssimos para a nossa sociedade. Deixando morrer desta forma o nosso salutar comércio.

Que vergonha!…

  O comercio tradicional português, está a ficar desta forma em ruínas. Os exmos. Senhores, deixam, assim, fechar esse salutar comércio? Em prol do comercio extraeuropeu barato? Definitivamente, os olhos dos nossos governantes, também não andam bem, não estão de todo em bom estado, já se estão a manifestar sintomas graves de miopia e glaucoma em estado bastante avançado. Como é que se troca um bom e salutar comercio? Pela porcaria que se vende nas outras lojas de comercio barato? Ruas inteiras em Lisboa onde se primava pelas boas práticas, nas lojas seculares! Onde eram bem frequentadas e com um salutar comercio, foram desta forma insana, trocadas e descartadas, transformando-se atualmente, noutro tipo de comercio completamente absurdo. Comercio esse, baratinho, sujinho e insipidozinho, que é um verdadeiro atentado aos valores dos portugueses de bem. Vocês, definitivamente estão com sintomas gravíssimos e irreversíveis de loucura.  Exmos. senhores. Um conselho amigo. Tratem-se, que bem precisam.  Vocês ultimamente, não têm mostrado capacidades nem brio nenhum, nas decisões que tomam e levam a cabo. Só sabem sentar o rabinho nas cadeiras dos gabinetes, sem se darem ao luxo de exercerem as devidas funções, que lhes são cabidas por direito e dever. Constato, mais uma vez, desta forma noutro fator gravíssimo: Estes iluminados senhores governantes, dão-se ao luxo e têm um péssimo hábito em preferir trocar um património tão rico e vasto como o de Portugal, em prol da preferência que têm dado a extraeuropeus ao andarem a distribuir e esbanjar dinheiro de mão beijada a esta gentinha que na sua maioria não precisa.  Esse dinheiro que andam a distribuir sem arbitrariedade, em muitas das Câmaras do país, os senhores governantes deviam pensar com juízo em poupar para os gastos que são precisos em levar a cabo no nosso vasto território português. 

Dinheiro, esse, que devia ser empregue e canalizado para as necessidades absolutas do país e não ser desta forma, esbanjado a torto e a direito por qualquer gato pingado que anda ilegal em Portugal. Todo este dinheiro mal distribuído devia ser aplicado em boas causas. Por exemplo: Pode ser aplicado no Património Português, que é riquíssimo e vastíssimo e precisa de grandes melhoramentos de conservação. É de lamentar que esse erário não seja aplicado em boas causas portuguesas. Os iluminados, também, deviam ter em conta, bens e serviços que dizem respeito ao povo verdadeiramente português, que em meu entender, devia estar em primeiro lugar e que devia ser o primeiro a usufruir daquilo que é do seu país de origem e dos seus ancestrais. Mas em certa medida, eu até entendo em parte os tristes objetivos destes governantes sem escrúpulos, ao andarem a esbanjarem dinheiro a darem o dinheiro de mão beijada a extraeuropeus. É uma boa maneira de iludir cabeças ignorantes, que se encontram a leste da realidade e que vão atrás desta política sem pés nem cabeça, destes governantes que vão desta forma buscar votos dessa gente ignorante. É Desta forma que crescem nas sondagens de votos. Este tipo de governantes que nos governam, que têm o poder destrutivo à sua passagem. Irremediavelmente, devido à acefalia grave destes iluminados senhores governantes, em que andam a leste do paraíso, que causam o mal no nosso riquíssimo e vasto Património, deixando de animo leve, que irremediavelmente tudo seja estragado e abandonado. Sacodem, assim, o capote e assistem de camarote, quando constatam e têm conhecimento da ruína existente, sempre presente e constante do nosso Património material, imaterial, natural e cultural. Monumentos esses que estão completamente desprezados pela acefalia constante dos nossos governantes.

 Em Lisboa, já se vêm muitos imóveis seculares completamente abandonados e vandalizados. Prédios riquíssimos do tempo do estado novo e outros tantos seculares, completamente destruídos. Se existe tanta falta de casas como dizem, porque é que não recuperam todos estes edifícios que se encontram num estado deplorável?  

Exmos. Senhores governantes? Ainda não têm conhecimento disso?

Situação Gravíssima!… gravíssima!

 Faço-vos desde já um apelo! Em vez de andarem a esbanjar dinheiro, deviam mandar recuperar estes edifícios e fazer espaços bem estudados, onde pudessem colocar a viver famílias que ficaram sem casa e alojamento.

Pode-se estar a dar o triste caso, dos nossos governantes, com a idade estarem a ficar ou a começar a demonstrarem sinais de que as suas faculdades mentais estão desta forma a dar sinais de envelhecimento, demonstrando cegueira, arteriosclerose múltipla ou até demência. 

Onde se já se viu? Um País como o nosso? Com um Património Riquíssimo e tão vasto? Em que se devia à partida com inteligência?! Ter orgulho e primar em lutar por preservá-lo? Ao invés disso, caríssimos leitores, algumas almas iluminadas do governo, para a afronta dos portugueses, deram-se ao luxo e tiveram a distinta lata de quererem gastar 34 milhões de euros dos bolsos dos contribuintes portugueses, para recuperar museus em Angola!…

Não, caríssimos leitores. Não leram mal…

Não é em Portugal! que eles querem aplicar o nosso dinheiro!… Para preservar o que é nosso!

Eles enlouqueceram. Querem dar uma ajudinha num museu em Angola!!! com o erário publico Português!  

É verdade caríssimos leitores. Parece mentira, mas é verdade! 

Museus, esses, que já nada têm a ver, neste momento connosco!!…Países que teimaram numa independência, desastrosa? Contra os Portugueses de bem!!… Que lá levantaram verdadeiros impérios? E onde morreram muito combatentes portugueses?! E de onde foram expulsos de uma forma abusiva e criminosa, tantos portugueses? Aquando da entrega vergonhosa e imoral, das Ex-colónias?!

 Caríssimos leitores. É caso para perguntar! 

Será que os governantes andam a dormir acordados?  Eles, não demonstram qualquer sentido de estado.  De governantes e de patriotas não têm nada! Loucos…  Loucos… louquinhos. Ensandeceram de vez.

Quais os interesses que se levantam? para os Exmos. Senhores, tomarem estas medidas tão desastrosas em relação a Museus no estrangeiro? Que já nada nos dizem respeito? Mais especificamente em Angola? E que vai desta forma contra os Portugueses de bem e cujo dinheiro, esse, que vão usar de forma abusiva que é dos contribuintes Portugueses?  Dinheiro esse, que vai sair de bolsos de portugueses, que foram verdadeiramente espoliados em África? Ou dos seus descendentes? Que muitos desses descendentes, lá nasceram? Erário de muitos contribuintes portugueses que neste momento se vêm aflitos sem dinheiro para comprar o que é básico para viverem?!!… Em que em muitos casos, muitos deles foram despedaçadas vidas inteiras, com o descalabro das independências desastrosas?

Esbanjam, desta forma! vergonhosa e abusiva?! 34 milhões de euros que saem dos bolsos dos Portugueses num país que não é nosso?!… 

Existe aqui uma questão deveras importante que deve ser dita:

Esse dinheiro, que querem estragar a aplicar em questões e situações que já nada nos dizem respeito, devia servir e ser devidamente canalizado sim, no seguinte em Portugal:

Colocar em prática o financiamento das infraestruturas essências de bens e serviços nas instituições estatais, que são cruciais para os portugueses. Saúde, Educação, assistência social.

Portugal tem faltas muito graves de equipamentos básicos nas instalações e instituições mais importantes! Saúde, Hospitais, Esquadras da Polícia, Tribunais e Escolas.

Portugal é, assim, vergonhosamente desprovido do essencial.

 E querem, assim desta forma!… ensandecida, estúpida, vergonhosa e abusiva, esbanjar 34 milhões de euros que saem dos bolsos dos Portugueses? Num país que não é nosso? Em que já nada tem a ver connosco?

Que vergonha!… 

Valha-nos Nosso Senhor!

 Esta gente Enlouqueceu de vez. 

Caríssimos governantes, aconselho-vos a todos um internamento compulsivo e urgente no manicómio. Vão com certeza ter direito a um reforço a um colete de forças para cada um de vós, pois estão mesmo necessitados. Os Exmos. Senhores governantes, ainda, não se aperceberam? Que estão mesmo a passar muito mal?

 Não se dão conta? Que assuntos relacionados com as ex. colónias, já nada tem a ver com Portugal?! 

Em que, já nada nos obriga? E compromete em manter, compromissos de espécie alguma que tenha a ver com África?

Para vossa informação, no caso de não estarem devidamente informados, as independências foram dadas há 50 anos a esta parte.

Santa ignorância…

Porque é que será que os exmos. Iluminados senhores, se sentem tão constrangidos e comprometidos, ao se verem na obrigação de se submeterem a estes países? Têm algo para esconder? E que não possamos saber?

Porque é que os senhores têm a necessidade de andarem a bajular este tipo de gente, que já por si, sozinhos não se conseguem entender nem endireitar para governarem os seus próprios países? Nos quais esses senhores, governantes desses países africanos conseguiram em meia dúzia de anos destruir e negligenciar na totalidade todas as infraestruturas existentes e bem consolidadas que foram deixadas pelos Portugueses?!…

É nessa gentinha que vocês querem, com uma grande lata! Que os Portugueses gastem o pouco dinheiro que auferem ao fim do mês de trabalho, depois de trabalharem honestamente para pagarem as suas coisas?

Vocês ensandeceram de vez. Vocês estão loucos. Todos louquinhos.

Não é de todo justo para os Portugueses, andarmos a esbanjar dinheiro em Países que já nada têm a ver connosco nem nos dizem respeito.

Santa Ignorância…

Exmos. Senhores mais uma coisinha!

Como disse em cima e torno a repetir a entrega vergonhosa das ex. colónias foi há 50 anos.

Portanto o que se passa nesses países já não devia de todo, fazer parte das nossas preocupações nem devia o dinheiro dos Portugueses andar a cirandar por lá, como é óbvio.

Ou será! Que estou enganada? Ou será? Que os exmos. Senhores governantes/ desgovernados têm lá interesses a todos os níveis que justifiquem e teimem neste disparate e veleidade que estão dispostos a cometer! Com o dinheiro dos contribuintes Portugueses? Será por isso, que vão teimar em levar esta loucura em frente?

Suas mentecaptas …Sem brio e sem vergonha na cara!

É caso para perguntar!…

Vocês têm tomado com frequência! Ultimamente! Alguma substância que não devam? 

É muito feio e de péssimo gosto por parte dos iluminados governantes, andarem a gastar o nosso dinheiro, dinheiro dos contribuintes Portugueses, em países déspotas que insistiram e não descansaram enquanto não nos viram sair de lá para fora.

É de muito mau tom e fica-vos muito mal, governantes de Portugal, essa vossa postura arrogante e malvada para com o povo Português

Folha Nacional

Folha Nacional

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados