26 Maio, 2024

Projeto de hidrogénio em Sines suspenso após estudo revelar que seria inviável

O projeto H2Sines.RDAM, de produção de hidrogénio em Sines para exportação, está suspenso, depois de um estudo ter concluído que seria “inviável”, confirmou à Lusa fonte oficial da administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS).

© D.R.

 

“O projeto H2Sines.RDAM encontra-se suspenso, tendo em conta que o estudo efetuado revelou que o mesmo seria inviável. Desta forma, aguardamos que o consórcio decida se o projeto será alvo de reformulação ou se, por outro lado, será definitivamente encerrado”, referiu a APS.

O Expresso noticiou que projeto estava a ser desenvolvido por um consórcio que juntava a Engie, a Shell, a Vopak e a Anthony Veder, mas o grupo de empresas acabou por desistir.

O jornal, que citou uma publicação especializada, a Hydrogen Insights, lembrou que o projeto previa a instalação de 400 megawatts (MW) de potência de eletrólise em Sines, para a produção de hidrogénio verde, para exportar para Roterdão.

Há outros projetos de produção de hidrogénio a serem desenvolvidos em Sines, incluindo o da NeoGreen Portugal, de mais de milhões de euros e da Galp, no âmbito da descarbonização da refinaria da cidade.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados