18 Julho, 2024

IGCP realiza hoje leilões de até 1.500 milhões de euros em dívida a três e a 11 meses

O IGCP realiza hoje dois leilões de Bilhetes do Tesouro (BT) com maturidades de três e 11 meses, com um montante indicativo de entre 1.250 e 1.500 milhões de euros.

© D.R.

 

O IGCP – Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública precisou que os BT a leiloar hoje vencem em 20 de setembro de 2024 (cerca de três meses) e em 16 de maio de 2025 (cerca de 11 meses).

Nos anteriores leilões comparáveis, em 17 de abril, Portugal colocou 1.580 milhões de euros, acima do montante máximo indicativo de 1.500 milhões de euros, em BT a três e a 11 meses a taxas de juros médias respetivamente de 3,769% e 3,457%.

No prazo de três meses e no primeiro leilão de 2024 com esta maturidade foram colocados 735 milhões de euros à taxa de juro média de 3,769% e a procura atingiu 1.560 milhões de euros, 2,12 vezes o montante colocado.

A 12 meses, Portugal colocou 845 milhões de euros à taxa média de 3,457%, superior à registada no anterior leilão de BT com esta maturidade realizado em 21 de fevereiro (3,436%). A procura totalizou 2.115 milhões de euros, 2,5 vezes o montante colocado.

Os leilões de hoje serão os primeiros depois do corte das taxas de juro diretoras do Banco Central Europeu (BCE) em 06 de junho, o primeiro desde março de 2016.

Na altura, o BCE reduziu as taxas de juro em um quarto de ponto: a taxa fixa de operações principais de refinanciamento recuou para 4,25%, a taxa de facilidade permanente de cedência de liquidez desceu para 4,5% e a de facilidade permanente de depósito para 3,75%.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Receba o Folha Nacional no seu e-mail

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados