21 Junho, 2024

Carlos III coroado como rei do Reino Unido

© royal.uk

Carlos III foi hoje coroado como rei do Reino Unido numa cerimónia na Abadia de Westminster, em Londres, que seguiu rituais ancestrais, durante a qual jurou defender a lei e a igreja.

O arcebispo de Canterbury colocou, às 12:02, na cabeça do rei Carlos III a coroa de Santo Eduardo, a mais importante joia real britânica, com 2,230 quilogramas de ouro maciço, incrustada com rubis, ametistas e safiras, sobre um forro de veludo e arminho.

Esta coroa é tradicionalmente usada nas coroações dos reis desde 1661, embora já não seja a joia original, que foi destruída durante a guerra civil inglesa (1642-1649).

Antes de ser coroado, perante o arcebispo de Canterbury, Carlos III, com 74 anos, tinha jurado honrar e defender a lei e a igreja Anglicana durante o seu reinado, e comprometeu-se a respeitar todas as fés e de todos os povos que compõem o Reino Unido e a Commonwealth.

Carlos III foi ungido nas mãos, no peito e na cabeça com azeite consagrado, numa cerimónia privada, que simbolizou o momento em que o rei se tornou o líder da igreja anglicana. Foi então despojado das vestes que trazia quando entrou na abadia.

Recebeu depois diversas peças das joias da coroa, que simbolizam a transmissão de poderes, entre elas a espada de Estado.

Ao rei foram entregues a estola, o manto imperial e um orbe, símbolo de que o poder dos reis está sujeito ao poder de Deus.

Carlos recebeu também o anel do soberano, que simboliza a aliança entre o rei e o seu povo, uma luva que simboliza o uso da autoridade com serenidade, e os dois cetros, um, com uma cruz, símbolo do poder real e da justiça, e um outro, com uma pomba, que simboliza equidade e misericórdia.

Depois da coroação de Carlos III, a rainha consorte, Camila, com 75 anos, que até então não tinha participado na cerimónia, recebeu uma coroa que pertenceu à rainha Mary, avó da falecida rainha Isabel II, que teve algumas alterações.

Segundo o Palácio de Buckingham, Camila optou por não ter uma coroa própria, como foi habitual, por questões de sustentabilidade.

Já com Carlos coroado, o príncipe William, agora herdeiro da coroa, ajoelhou-se perante o seu pai, para jurar lealdade ao monarca.

“Eu, príncipe de Gales, prometo ser fiel e verdadeiro”, afirmou.

Após a cerimónia, o rei trocou a coroa de Santo Eduardo pela Coroa Imperial do Estado, com 1,360 quilogramas, e que é usada tradicionalmente pelos monarcas britânicos na coroação e na abertura anual do parlamento britânico.

Para assinalar o momento da coroação, trombetas e salvas de canhão soaram em 13 locais do Reino Unido, incluindo na Torres de Londres, na capital, passando por Edimburgo, na Escócia, em Cardiff, no País de Gales, e em Belfast, na Irlanda do Norte, assim como nos navios da Marinha real no mar.

Assistiram à cerimónia na Abadia de Westminster cerca de 2.000 convidados, entre os quais os príncipes de Gales, William e ‘Kate’ Middleton.

Carlos III herdou o trono de sua mãe, Isabel II, falecida em 08 de setembro de 2022.

 

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados