7 Dezembro, 2023

Forças Armadas ucranianas dão conta de 300 mil soldados russos mortos na invasão

As Forças Armadas ucranianas elevaram para cerca de 300 mil o número de soldados russos mortos em combate desde o início da invasão da Ucrânia, em fevereiro de 2022, um número muito superior ao confirmado por Moscovo.

© Facebook de President Volodymyr Zelensky

O Estado-Maior do Exército ucraniano indicou, numa mensagem publicada na rede social Facebook, que no domingo foram mortos 860 soldados, elevando o total para 299.940, segundo dados fornecidos por Kiev.

Além disso, o Estado-Maior sublinhou que desde o início do conflito foram destruídos 5.190 tanques de guerra, 7.202 sistemas de artilharia, 559 sistemas de defesa aérea, 321 aeronaves, 324 helicópteros, 5.419 ‘drones’, 20 navios e um submarino.

“Os dados continuam a ser atualizados”, referiu.

O portal de notícias russo Mediazona mantém o número total de soldados russos mortos em 34.857 – atualizado em 20 de outubro -, informação que considera corroborada através de dados disponíveis ao público, num trabalho realizado em conjunto com a rede de televisão britânica BBC.

No início da invasão, a Rússia chegou a ocupar quase 27% do território ucraniano, mas as Forças Armadas ucranianas foram recuperando território e no início do ano a previsão era de que Moscovo controlava apenas 16% do território.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados