26 Fevereiro, 2024

Londres alerta para nova ação armada no estreito de Bab el-Mandeb

A Marinha de Guerra britânica disse hoje que houve um novo incidente nas proximidades do estreito de Bab el-Mandeb, que liga o Mar Vermelho ao Golfo de Adem, juntando-se a uma série de ações reivindicadas pelos rebeldes Huthi do Iémen.

© D.R.

A Marinha de Guerra do Reino Unido (Royal Navy) “recebeu um relatório de um incidente nas imediações de Bab al Mandeb, a 30 milhas a sul do porto de Mokha, no Iémen”, acrescentando ter sido registada “eventualmente” uma “explosão na água a cerca de duas milhas de um dos navios”, sem dar mais detalhes.

Mais uma vez, Londres aconselhou os navios da marinha mercante a navegarem com “cautela” pela via marítima, uma das mais importantes do mundo.

Até ao momento, a ação não foi reivindicada.

Na sexta-feira, os grupos de navegação Maersk e Hapag-Lloyd anunciaram a suspensão temporária da navegação através do Canal do Suez e do Mar Vermelho, depois de vários navios terem sido atacados nos últimos dias ao largo da costa do Iémen.

Outros grupos de navegação aderiram à suspensão temporária sem especificar uma data para o reinício da navegação através desta rota.

Os Huthis lançaram várias rajadas de mísseis e ‘drones’ contra o sul de Israel nos últimos dois meses, bem como contra navios com bandeira israelita ou propriedade de empresas de Israel no Mar Vermelho e no Estreito de Bab al Mandeb.

A última sexta-feira foi o dia mais violento para a navegação internacional na zona, depois de pelo menos três navios terem sido atacados, dois dos quais reivindicados pelos Huthis, movimento apoiado pelo Irão.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados