24 Fevereiro, 2024

Cinco tripulantes de avião da Guarda Costeira japonesa mortos na colisão com avião comercial

Cinco membros da Guarda Costeira japonesa morreram hoje na colisão de um aparelho com um avião comercial num aeroporto de Tóquio, que obrigou à retirada de cerca de 400 pessoas e provocou um incêndio de grandes proporções, segundo as autoridades.

© D.R.

 

Os cinco tripulantes da aeronave da Guarda Costeira japonesa estavam desaparecidos após a colisão com um avião da Japan Airlines no Aeroporto Internacional de Tóquio, tendo apenas sobrevivido o piloto, que foi retirado do aparelho.

A informação da morte dos cinco tripulantes foi avançada pela televisão japonesa NHK.

A colisão entre os aviões ocorreu na pista do aeroporto de Haneda, um dos mais movimentados do Japão, pouco depois da aterragem do aparelho comercial, proveniente da ilha de Hokkaido, cerca das 18:00 locais (09:00 em Lisboa).

Todos os 367 passageiros e 12 tripulantes que se encontravam a bordo do Airbus A-350 foram retirados em segurança. Imagens da televisão mostravam o avião inteiramente consumido pelas chamas, que bombeiros tentavam extinguir.

O Ministério do Território, das Infraestruturas e dos Transportes do Japão anunciou a abertura de um inquérito para determinar as causas do acidente.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados