14 Julho, 2024

Favorito apela ao voto para mostrar vitalidade da democracia

O candidato presidencial William Lai Ching-te, o favorito de acordo com as sondagens, apelou hoje aos cidadãos que votem nas eleições presidenciais e legislativas de Taiwan para demonstrar a vitalidade da democracia da ilha.

© D.R.

 

O atual vice-presidente taiwanês votou na cidade de Tainan, no sul do país, onde foi presidente da câmara entre 2010 e 2017, e sublinhou que “cada voto é importante”, de acordo com a agência estatal de notícias CNA.

“Esperamos que toda a população do país possa votar com entusiasmo para mostrar a vitalidade da democracia taiwanesa e permitir que Taiwan continue a avançar”, disse Lai, do Partido Democrático Progressista (DPP, na sigla em inglês), em declarações à comunicação social.

A atual presidente, Tsai Ing-wen, que atingiu o limite constitucional de dois mandatos, votou no distrito de Yonghe, em Nova Taipé, e afirmou que votar é um “direito” e um “dever” de todos os cidadãos, de acordo com o jornal United Daily News.

Sondagens publicadas até 02 de janeiro davam William Lai como o favorito, com cerca de 35% de apoio, seguido pelos candidatos da oposição do Kuomintang, Hou Yu-ih, com 28%, e de Ko Wen-je, do Partido Popular de Taiwan, com 24%.

Hou Yu-ih apelou hoje à preservação da unidade de Taiwan quando terminarem as eleições, cujos resultados serão fundamentais para o futuro das relações entre a China e a ilha.

“O processo eleitoral tem sido caótico, mas depois das eleições devemos estar unidos para enfrentar os desafios de Taiwan”, disse Hou aos meios de comunicação, depois de votar numa assembleia de voto em Nova Taipé, de acordo com a CNA.

Imagens divulgadas pela imprensa taiwanesa mostram longas filas nos locais de votação, que abriram às 08:00 (meia-noite em Lisboa) e fecharão às 16:00 (08:00 em Lisboa), assim como eleitores a regressar à ilha, que não permite o voto no estrangeiro.

O chefe da diplomacia dos EUA sublinhou sexta-feira a um alto funcionário chinês a importância de “manter a paz e a estabilidade no Estreito de Taiwan”.

Antony Blinken “reiterou a importância de manter a paz e a estabilidade no Estreito de Taiwan e no mar da Sul da China”, afirmou o porta-voz do Departamento de Estado norte-americano.

De acordo com um comunicado, as declarações surgiram durante um encontro, em Washington, entre o secretário de Estado norte-americano e o chefe da divisão internacional do Comité Central do Partido Comunista Chinês, Liu Jianchao.

As Forças Armadas da China estão em elevado estado de alerta e prontas a tomar todas as medidas necessárias para impedir quaisquer planos para a “independência de Taiwan”, afirmou na sexta-feira o ministério da Defesa chinês.

O porta-voz do ministério, Zhang Xiaogang, sublinhou o empenho do Exército de Libertação Popular em salvaguardar resolutamente a soberania e a integridade territorial da China.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Receba o Folha Nacional no seu e-mail

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados