14 Julho, 2024

Netanyahu rejeita exigências do Hamas para um cessar-fogo

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, rejeitou hoje os termos “delirantes” do Hamas para um cessar-fogo e um acordo de libertação de reféns.

© Facebook Israel Reports

 

Netanyahu prometeu prosseguir com a guerra de Israel contra o grupo islamita Hamas, agora no seu quinto mês, até alcançar a “vitória absoluta”, em declarações feitas após o seu encontro com o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, que está de viagem no Médio Oriente.

“Render-se às exigências delirantes do Hamas que ouvimos agora não só não levará à libertação dos reféns, mas apenas convidará a outro massacre”, disse Netanyahu numa conferência de imprensa.

“Estamos a caminho de uma vitória absoluta”, disse Netanyahu, acrescentando que a operação militar deverá durar apenas mais alguns meses, não anos.

O chefe do Governo israelita voltou a descartar qualquer acordo que deixe o Hamas com o controlo total ou parcial de Gaza e assegurou que o seu país é a “única potência” capaz de garantir a segurança na região a longo prazo.

Blinken reconheceu que ainda há “muito trabalho” para ultrapassar as divergências entre Israel e o Hamas nos termos de qualquer acordo, mas mostrou-se confiante numa nova libertação de reféns.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Receba o Folha Nacional no seu e-mail

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados