13 Abril, 2024

CHEGA diz que caravana foi atacada nas Caldas e vai apresentar queixa

O presidente do CHEGA, André Ventura, afirmou hoje que alguns dirigentes do partido foram atacados durante uma ação de campanha nas Caldas da Rainha, distrito de Leiria, e indicou que vai apresentar queixa.

© Folha Nacional

“Ainda hoje a nossa caravana em Leira foi novamente atacada, foram agredidos e uma jovem de 24 anos foi agredida dentro da carrinha que seguia com o símbolo do CHEGA”, afirmou.

André Ventura, que está em Portimão, discursava num almoço/comício num restaurante daquele concelho algarvio.

“Nós vamos naturalmente apresentar a queixa que temos de apresentar”, indicou, considerando que “o sistema está desesperado” perante a possibilidade de o CHEGA ganhar as eleições, apesar de as sondagens apontarem que continuará como terceira força política.

“Mas quem está igualmente desesperado são estes bandidos que andam pelo país todo a atacar-nos, porque eles sabem que o lugar deles vai ser na prisão a partir do dia 10 de março”, acrescentou.

Sem nomear ninguém em concreto, o presidente do CHEGA considerou que ações como esta são “o sinal do desespero em que eles estão”.

“Já perderam o debate da razão, o debate da racionalidade, já esqueceram a ideia de nos derrotar nos argumentos, estão no ataque, estão na violência e na injúria”, argumentou, garantindo que o CHEGA não se intimida.

Fonte oficial do CHEGA indicou aos jornalistas que esta situação se passou “no centro das Caldas da Rainha” hoje de manhã e relatou que “um rapaz” abriu a porta de uma das carrinhas da caravana de campanha do partido, que estavam identificadas com bandeiras, despejou “um pacote de sumo por cima da cabeça” da condutora e “puxou-a para fora da carrinha”.

“Depois, dirigiu-se aos outros carros e arrancou as bandeiras, danificou os carros com pontapés, partiu retrovisores e cuspiu nas pessoas”, acrescentou, indicando que estavam presentes quatro pessoas do partido.

A mesma fonte indicou que o “presidente da distrital de Leiria foi falar com a polícia” mal se deu esta situação e já foi feito “relatório da ocorrência”.

O CHEGA pôs também a circular um vídeo filmado de dentro de um carro, do lugar do passageiro, onde se vê um homem a dirigir-se à viatura e a arrancar as bandeiras que estão colocadas nas janelas.

No vídeo ouve-se o homem, com a garrafa na mão, a gritar “fascistas” e a tentar abrir a porta do lado do condutor.

Contactada pela Lusa, fonte da PSP indicou que o caso foi comunicado telefonicamente.

Ver vídeo da agressão aqui.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados