23 Junho, 2024

Identidade Nacional Portuguesa em causa?!

A identidade nacional portuguesa é um tema complexo e multifacetado, que pode ser influenciado por vários fatores, como a história, a cultura, a língua, a geografia, entre outros. 

No entanto, existem algumas características que são frequentemente associadas à Identidade Nacional Portuguesa.

Uma das principais características é a Língua Portuguesa, que é falada por mais de 250 milhões de pessoas em todo o mundo. A língua é um fator importante na construção da identidade nacional, pois permite a comunicação e a partilha de uma cultura comum.

Outro elemento importante da identidade nacional portuguesa é a história do País. Portugal tem uma história rica e diversificada, que inclui a fundação do país, a expansão marítima, a colonização de territórios em diferentes partes do mundo e a influência de outras culturas.

A Cultura portuguesa também desempenha um papel fundamental na identidade nacional. A Gastronomia, o Fado, a Literatura, o Artesanato, o Folclore e as Festas Tradicionais são apenas alguns exemplos da riqueza cultural do país.

A Geografia de Portugal também contribui para a identidade nacional. As paisagens, o clima, as praias e a relação com o mar são elementos que moldam a forma como os portugueses se veem e se relacionam com o seu País.

No entanto, é importante referir que a Identidade Nacional Portuguesa é um conceito em constante evolução e pode ser influenciado positivamente e negativamente por fatores externos, como a globalização, a migração e a integração europeia. A identidade nacional não é uniforme e pode variar de pessoa para pessoa, dependendo das suas experiências e perspetivas individuais.

A imigração descontrolada pode comprometer a identidade nacional de um País de várias formas. Primeiramente, a cultura e os valores de um país podem ser diluídos à medida que uma grande quantidade de imigrantes chega e traz consigo as suas próprias tradições e costumes. Isso pode levar a um enfraquecimento da identidade nacional, já que as tradições e valores locais podem ser substituídos ou ignorados, que já é o que se sente em algumas zonas do país altamente povoadas por imigrantes.

Além disso, a imigração descontrolada pode levar a tensões sociais e conflitos entre os imigrantes e os cidadãos locais. Diferenças culturais, religiosas e linguísticas podem criar divisões e dificultar a coesão social. Isso pode levar a um sentimento de desunião e falta de identificação com o País de origem.

Outro aspeto importante é a questão económica. A imigração descontrolada pode sobrecarregar os serviços públicos, como saúde e educação, e criar uma competição por recursos escassos. Pode gerar ressentimento entre os cidadãos locais, que podem sentir-se prejudicados pela chegada de imigrantes.

Por fim, a imigração também pode ter um impacto negativo no mercado de trabalho. A chegada de um grande número de imigrantes pode aumentar a concorrência por empregos e levar a uma diminuição dos salários. Pode afetar negativamente os cidadãos locais, que podem enfrentar dificuldades económicas e uma diminuição de oportunidades de trabalho, infelizmente uma realidade sentida neste momento.

Portanto, a imigração descontrolada pode comprometer a identidade nacional de um País, afetando a sua Cultura, Coesão Social, Economia e Mercado de Trabalho. 

É importante encontrar um equilíbrio entre a necessidade de acolher imigrantes e preservar a Identidade Nacional e os interesses do País e não deixar acontecer o que já é visível em muitas localidades do nosso País mais a Sul, onde simplesmente já parece vivermos num mundo islâmico, onde já não se respeita a nossa presença, os nossos hábitos e costumes, e até mesmo dar preferência a estes imigrantes porque são ‘’necessitados’’, mas a questão é, e nós Portugueses?

Quem vem por bem é bem-vindo, agora não venham impor presença e desrespeitar o que é Português e os Portugueses.

Folha Nacional

Folha Nacional

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados