25 Julho, 2024

Tensões geopolíticas “enfraquecem o comércio mundial”

©facebook.com/christinelagarde

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, advertiu hoje que as tensões geopolíticas “enfraquecem o comércio mundial”.

Ao inaugurar a nona conferência dos países da Europa Central, Oriental e do Sudeste, que reúne 21 economias, Lagarde disse que se observa um aumento do protecionismo à medida que os países reconfiguram as suas cadeias de abastecimento para alinhá-las com novos objetivos estratégicos.

“Na última década, o número de restrições comerciais decuplicou”, afirmou a presidente do BCE.

“Desde a crise financeira mundial, o crescimento do comércio em percentagem do Produto Interno Bruto (PIB) estagnou”, observou Lagarde.

Mas em dois terços das economias dos países da Europa Central, Oriental e do Sudeste, o comércio em percentagem do PIB no ano passado foi superior à média da zona euro.

O comércio também diminuiu nos EUA desde a pandemia, mas na zona euro atingiu o pico em 2022.

Lagarde observou que a União Europeia (UE) reduziu as suas importações de gás natural da Rússia, de 36% em fevereiro de 2022, quando o país invadiu a Ucrânia, para 13% nove meses depois, cortando o consumo de gás e diversificando as importações para gás liquefeito.

As economias dos países da Europa Central, Oriental e do Sudeste também registaram progressos significativos na substituição das importações de energia da Rússia e no aumento do seu consumo de energia.

Lagarde recordou que a UE prestou à Ucrânia assistência económica no valor de 38.300 milhões de euros e apoio militar no valor de mais de 21.000 milhões de euros.

Os planos de alargamento da UE também ganharam força na sequência da guerra da Rússia na Ucrânia.

No ano passado, a UE concedeu à Ucrânia, à Moldávia e à Bósnia e Herzegovina o estatuto de país candidato e abriu negociações de adesão com a Albânia e a Macedónia do Norte, estando disposta a conceder à Geórgia o estatuto de país candidato, na condição de este país implementar reformas.

A região dos países da Europa Central, Oriental e do Sudeste é definida como Albânia, Bósnia e Herzegovina, Bulgária, Croácia, República Checa, Estónia, Geórgia, Hungria, Kosovo, Letónia, Lituânia, Moldávia, Montenegro, Macedónia do Norte, Polónia, Roménia, Sérvia, Eslováquia, Eslovénia, Turquia e Ucrânia.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Receba o Folha Nacional no seu e-mail

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados