22 Fevereiro, 2024

Maioria dos portugueses concorda com o CHEGA e acha que a imigração está descontrolada

Um estudo da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa conclui que cerca de 55% dos portugueses acham que a imigração está descontrolada e perto de 50% considera que Portugal deve estabelecer quotas à imigração.

© Folha Nacional

Um estudo sobre imigração realizado pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa demonstra que uma boa parte dos portugueses – 55,2% – tem preocupações semelhantes às que o Partido de André Ventura tem vindo a demonstrar sobre imigração, considerando mesmo que esta está descontrolada, e conclui que este é um tema muito fracturante, mas que deve ser discutido abertamente e sem tabus.

Entre essas preocupações estão receber bem os imigrantes, com cerca de 72% dos inquiridos a demonstrar que não se pode receber em excesso, pois isso leva, por exemplo, a vidas sem mínimos básicos de condições em apartamentos sobrelotados ou ao aumento da incidência de sem-abrigo e da mendicidade, entre muitos outros problemas graves.

Outra das conclusões inequívocas deste estudo é que uma larga maioria de portugueses, mais propriamente cerca de 78%, considera que a imigração descontrolada provoca um significativo aumento da criminalidade.

É assim de concluir, entre outras coisas, que os portugueses gostam de acolher mas de forma controlada quantitativa e qualitativamente, de modo equilibrado e sem excessos nem “portas escancaradas”.

Folha Nacional

Folha Nacional

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados