27 Fevereiro, 2024

Henrique de Freitas acusa PSD de “insultar a diplomacia”

O ex-governante Henrique de Freitas, que deixou o PSD em 2023 e aderiu ao CHEGA, acusou o secretário-geral social-democrata, Hugo Soares, de insultar a diplomacia ao confundir o seu antigo cargo na NATO com uma nomeação socialista.

© D.R.

“Não se pode pedir mais ao Hugo Soares. Confundir o meu cargo de representação de Portugal na NATO com nomeação socialista só o desqualifica. A frase dele é um insulto à diplomacia portuguesa”, sustentou Henrique de Freitas, numa declaração escrita enviada à agência Lusa.

Henrique de Freiras foi conselheiro diplomático da embaixada de Portugal junto da NATO, em 2010, cargo que exerceu até ao ano seguinte.

Depois de ter sido apresentado como um ex-governante social-democrata que foi captado pelo CHEGA, Henrique de Freitas foi criticado pelo secretário-geral do PSD por ter sido nomeado pelo governo socialista de José Sócrates, antes de transitar para o partido de André Ventura.

Refutando que haja algum dirigente social-democrata que tenha “debandado” para o CHEGA, Hugo Soares alegou que Henrique de Freitas “não veio do PSD para o CHEGA”.

Segundo o secretário-geral do PSD, Henrique de Freitas “foi nomeado por um Governo do engenheiro Sócrates para um cargo europeu, foi apoiante de Manuel Alegre às presidenciais”.

“Perguntem ao doutor André Ventura no final deste congresso se ele está confortável em ter como candidato a deputado alguém que o engenheiro Sócrates nomeou”, criticou ainda o ex-líder parlamentar social-democrata, numa referência ao ex-secretário de Estado Henrique de Freitas.

No governo de Durão Barroso, entre 2002 e 2004, Henrique de Freitas foi secretário de Estado da Defesa e dos Antigos Combatentes.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados