17 Abril, 2024

Von der Leyen quer “decisões audazes e coragem política” para defesa europeia

A presidente da Comissão Europeia pediu hoje “decisões audazes e coragem política” para construir uma União Europeia de defesa, considerando que nos últimos dois anos desapareceu a “ilusão de que a paz é permanente”.

© Facebook/comissão europeia

 

“Nos últimos anos, as ilusões de muitos europeus estilhaçaram-se. A ilusão de que a paz é permanente. A ilusão de que a prosperidade económica pode interessar mais a Putin do que a destruir uma Ucrânia democrática e livre. A ilusão de que a Europa por si só está a fazer o suficiente em matéria de segurança”, disse Ursula von der Leyen, no início de um debate no Parlamento Europeu, em Estrasburgo (França).

Perante os eurodeputados, von der Leyen disse que a União Europeia (UE) está a olhar para uma “liga de autoritários”, que têm como ambição perturbar os países democráticos: Rússia, Coreia do Norte e Irão.

“Precisamos de começar a olhar para o futuro da arquitetura de segurança europeia. Em todas as suas dimensões e com toda a celeridade e vontade política que é requerida”, acrescentou a presidente do executivo comunitário.

E deixou um pedido a todos os países da UE: “A Europa tem de gastar mais, gastar melhor, gastar europeu”.

Ursula von der Leyen anunciou que durante a próxima semana a Comissão vai apresentar um conjunto de propostas para a primeira estratégia industrial de defesa europeia.

“Dar este passo em conjunto em matéria de defesa não vai ser fácil, vai requerer decisões audazes e coragem política. E vai requerer, acima de tudo, uma mentalidade europeia de defesas, das instituições à indústria e investidores”, completou.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados