12 Junho, 2024

Prisão preventiva para suspeito de abusar sexualmente de menina em Beja

©D.R.

O homem de 35 anos que foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) por “fortes indícios” da prática de vários crimes de abuso sexual de crianças, no concelho de Beja, fica em prisão preventiva, disse hoje fonte policial.

A fonte da PJ indicou à agência Lusa que o homem foi presente a primeiro interrogatório judicial, no Tribunal de Beja, tendo o juiz decretado a prisão preventiva, a medida de coação mais gravosa, com possibilidade de ser “convertida em prisão domiciliária”.

O homem foi conduzido para o Estabelecimento Prisional de Beja, adiantou a fonte da Polícia Judiciária.

Em comunicado, na quarta-feira, a PJ indicou que as agressões sexuais “sucederam em períodos distintos”, iniciando-se os abusos à criança, atualmente com 13 anos, durante 2021.

Segundo a PJ, durante a investigação foi possível recolher “vários elementos de prova, nomeadamente relatos de agressões sexuais” praticados pelo suspeito, companheiro da mãe da criança, e que duraram até maio deste ano.

As agressões sexuais verificavam-se “em contexto de visitas” da mãe e do suspeito à criança, que está institucionalizada numa fundação no concelho de Beja, indicou a PJ.

Durante as visitas autorizadas e ausência da menor da instituição acompanhada pela família, o homem “a pretextos variados, concebia situações para permanecer a sós com a criança, utilizando esses momentos para perpetrar os atos sexualmente abusivos”, lia-se no comunicado.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados