22 Maio, 2024

Metro do Porto sem serviço entre Trindade e Santo Ovídio até às 13:00 de domingo

© Facebook/MetroPorto

O troço Trindade – Santo Ovídio da Linha Amarela do Metro do Porto estará cortado entre hoje e domingo às 13:00 devido a uma intervenção para reforço de tração, mas a empresa assegurará um serviço alternativo de autocarros.

Segundo uma nota da empresa publicada na quarta-feira, a Metro do Porto anunciou que a circulação na Linha Amarela (D) seria interrompida durante todo o dia de hoje e “até às 13:00 de domingo (20 de agosto), nos dois sentidos do troço Santo Ovídio – Trindade”.

Em causa está “uma operação de reforço de capacidade de tração na estação General Torres”, em Vila Nova de Gaia, já que “serão finalizados os trabalhos que visam aumentar a capacidade energética da Linha Amarela, tendo já em vista as viagens a realizar na sua nova extensão (de Santo Ovídio até Vila d’Este), assim que a obra esteja concluída”, o que está previsto para final do ano.

“A Metro do Porto disponibiliza um serviço de transporte alternativo em autocarros da STCP [Sociedade de Transportes Coletivos do Porto] que garante a cobertura do percurso suprimido, em ambos os sentidos, com paragens próximas das estações de Metro abrangidas”, pode ainda ler-se na nota da empresa liderada por Tiago Braga.

Hoje, os autocarros terão uma frequência de 10 em 10 minutos entre as 06:00 e as 07:00, de cinco em cinco minutos entre as 07:00 e as 21:00, de seis em seis minutos entre as 21:00 e as 23:00 e a partir das 23:00 e até ao fecho da operação, à 01:00, regressam as frequências de 10 minutos.

“Já no domingo, pode contar-se com frequências de 10 minutos das 06:00 às 10:00 e de cerca de sete minutos entre as 10:00 e as 13:00”, refere a Metro do Porto, não estando autorizado o transporte de bicicletas nos autocarros.

O serviço de metro entre o Hospital São João e Trindade funcionará normalmente durante todo o período da intervenção.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados