23 Junho, 2024

Guterres descarta progressos sobre a guerra na Assembleia Geral da ONU

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, descartou hoje a possibilidade de progressos sobre a guerra na Ucrânia durante a semana de alto nível da Assembleia Geral da organização, que começa na segunda-feira, em Nova Iorque.

©Facebook.com/antonioguterres

“Para ser honesto, não vejo nesta Assembleia Geral as condições para um diálogo sério sobre a paz. Acho que as partes estão longe dessa possibilidade neste momento”, disse Guterres em entrevista ao canal oficial da ONU.

No entanto, prometeu que as Nações Unidas “nunca, nunca” abrandarão os seus esforços para alcançar a paz na Ucrânia, uma paz que deve ser “justa” e “em linha com o direito internacional”, acrescentou.

O secretário-geral da ONU sublinhou ainda que a invasão russa da Ucrânia desencadeou “tensões geopolíticas”, tornando difícil para os países concordarem em enfrentar desafios comuns, como a crise climática ou o avanço da inteligência artificial.

“Infelizmente, o mundo não está unido para enfrentar esses desafios. É por isso que é tão importante que a guerra na Ucrânia termine, porque é uma das razões pelas quais o mundo não está a unir-se”, considerou.

O Presidente da Ucrânia, Volodimir Zelenski, vai participar na 78.ª Assembleia Geral da ONU, um fórum em que também participará o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, em representação do Presidente Vladimir Putin.

Um dos objetivos de Guterres para a Assembleia Geral é fechar um acordo para “resgatar” os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), depois de várias agências da ONU terem alertado que a pandemia e a guerra na Ucrânia atrasaram o seu progresso em quase todo o mundo.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados