13 Junho, 2024

Trump deixa tribunal criminal de Manhattan após declarar-se inocente de 34 acusações

©facebook.com/DonaldTrump

O ex-Presidente norte-americano Donald Trump deixou o tribunal criminal de Manhattan após uma comparência histórica em tribunal, na qual se declarou perante um juiz inocente de 34 acusações.

A alegação de inocência foi feita durante a breve sessão no tribunal nova-iorquino, de cerca de 40 minutos, onde os procuradores revelaram a acusação do grande júri visando o ex-Presidente e empresário.

No total, Trump enfrenta 34 acusações de falsificação de registos comerciais, de acordo com diversos órgãos de comunicação social.

O juiz Juan Merchan advertiu Donald Trump para se abster de uma retórica que possa inflamar ou causar agitação civil, adiantou a AP.

O magistrado também alertou o ex-presidente de que poderia ser retirado do tribunal se causasse perturbação, mas Trump falou apenas algumas vezes para responder a perguntas.

Trump deve comparecer em tribunal em dezembro, mas os seus advogados pediram que fosse dispensado de comparecer pessoalmente às audiências, devido aos procedimentos extraordinários de segurança.

As acusações estão ligadas ao caso de um alegado pagamento de suborno a uma ex-atriz pornográfica, Stormy Daniels, que terá servido para comprar o seu silêncio sobre um caso extraconjugal, antes da campanha eleitoral das presidenciais de 2016.

Sob forte proteção policial, a caravana de oito viaturas transportando Trump e os seus assessores chegou ao tribunal pelas 13:20 (hora local, 18:20 em Lisboa), onde era esperado por milhares de pessoas, entre apoiantes, opositores e jornalistas.

Antes de entrar no edifício, o ex-Presidente não prestou declarações e limitou-se a acenar à multidão.

Minutos antes, ao sair da sua residência na Trump Tower, o ex-Presidente ergueu o punho na direção das câmaras de televisão.

Trump foi filmado nos corredores do tribunal, mas não encarou as câmaras, optando por ignorar a a presença da imprensa.

O juiz Juan Merchan não permitiu que câmaras de televisão filmassem a audiência, mas algumas fotografias foram tiradas no início da sessão, onde é possível ver Trump sentado ao lado da sua equipa jurídica.

Já perante o magistrado, declarou-se inocente de 34 acusações de falsificação de registos comerciais, de acordo com diversos órgãos de comunicação social.

Trump deixou o tribunal criminal de Manhanttan por volta das 15:30 (hora local, 20:30 em Lisboa).

O ex-presidente dirige-se agora a Mar-a-Lago, a sua mansão na Florida, onde deverá fazer comentários sobre o caso.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados