20 Julho, 2024

Santa Maria teve 15 bebés colonizados com bactéria, um morreu e três tiveram alta

© CM-Odivelas

O Hospital de Santa Maria esclareceu hoje que, desde a semana passada, teve 15 bebés internados na Neonatologia colonizados com a bactéria multirresistente que obrigou a encerrar o serviço, três tiveram alta e um morreu.

No caso do óbito, fonte do hospital sublinhou que, uma vez que não há ainda resultados da autópsia, não pode ser estabelecida qualquer relação causal com a bactéria.

Ao dia de hoje, estão internados 11 bebés colonizados com a bactéria e dois negativos.

Segundo adiantou à Lusa na quinta-feira o Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN), os bebés positivos estão clinicamente estáveis e o Grupo Coordenador Local do Programa de Prevenção e Controlo de Infeções e de Resistência aos Antimicrobianos do CHULN “está a acompanhar a situação de acordo com as normas da Direção-Geral da Saúde”.

O centro hospitalar adiantou ainda que o serviço de neonatologia do hospital está encerrado para novas admissões e os bebés “não foram nem vão ser transferidos” para outros hospitais.

“A resposta nesta área é assegurada por meios internos do CHULN e através de articulação com a rede durante os procedimentos de boas práticas necessários para resolver a situação”, garantiu.

Na quinta-feira, em declarações à Sic Notícias, o diretor do Serviço de Neonatologia do Hospital de Santa Maria, André Graça, afirmou que a bactéria detetada no serviço é multirresistente à maioria dos antibióticos utilizados, o que causa “mais preocupação” na eventualidade de vir a ser necessário tratar uma infeção.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Receba o Folha Nacional no seu e-mail

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados