24 Maio, 2024

O Corte Indiscriminado dos sobreiros no Alentejo

                    Ó Portugal! Minha Pátria!

                    O que é que te aconteceu?

                    Que mal te estão a causar?

Caríssimos leitores mais um disparate desmedido levado a Cabo Pelos Nossos Estimados Governantes, que infelizmente andam tão distraídos e sem jeito, que nem se apercebem dos disparates contínuos que têm sido levados a cabo de forma tão seguida e ininterrupta, em relação a acontecimentos gravíssimos seguidos uns aos outros, que assusta, deveras, as pessoas que têm todas as suas faculdades mentais a funcionar muito bem.  O sistema está tão bem engendrado!  Que permite a esta gente que se diz governantes, não nos deixarem ter sossego com tantas notícias disparatadas de há uns tempos atrás a esta parte.

É caso para perguntar: O que se está a passar de errado em Portugal?

Os portugueses estão fartos de tanta loucura levada a cabo               pelos nossos estimados governantes deste país, que se dão ao luxo de não conseguirem de todo governar com decência e sensatez um país com uma área tão reduzida de 92 152 Km2, há quase 50 anos. Meu Deus! Como é que isto é possível? Até se dão ao luxo de destruir o que têm de melhor!  Eles têm o poder de destruir tudo o que aparece à frente no que temos de mais salutar, inclusive os sectores de maior importância na economia e indústria portuguesa: Alimentar, Agricultura, Pescas, Educação, Saúde Base florestal, (Meio Ambiente), etc…etc… Todos estes sectores importantes da Indústria e economia Portuguesa, são desvalorizados pelos exmos. senhores governantes deste país, ao conseguirem um feito notável, que é o de fazerem com que todos estes bens e serviços, caiam em catadupa.

Estes Senhores iluminados têm o infeliz mau hábito de não investir no que temos de melhor e que faz com que a nossa economia cresça. 

Desperdiçam, constantemente, o erário publico em prol de desperdícios públicos e pessoas que gostam do dado e arregaçado e de viverem, sem muitas vezes precisarem à custa do nosso dinheiro. 

 Estes iluminados governantes, não têm nenhuma vontade que o estado assuma e aplique o erário necessário e preciso nestes sectores tão importantes do país, para que a economia Portuguesa cresça nos moldes equiparados a países bastante civilizados que têm uma excelente visão da economia que os rodeia para que, assim, possam crescer e se desenvolverem com boas e salutares bases. Estes políticos portugueses, infelizmente, preferem dar subsídios a quem chega a Portugal de qualquer maneira/ Pé descalço e que infelizmente nem todos vêm para trabalhar, nem vêm para ajudar no sistema económico Português.   

Os Portugueses de bem, ainda, perguntam como é que este país, ainda, se mantem de pé?!

Deste modo, qualquer dia não há árvores em Portugal, que cheguem para fazer sombra às pessoas.  Esta forma de abate desmedido e indiscriminado desta planta, de forma tão cruel, indiscriminada e desrespeitosa, vai fazer com que a pouco e pouco no tempo acabem por desaparecer as nossas preciosas árvores.  Isto, vai acarretar grande prejuízo para o ser humano. Além de que com este tipo errático e desastroso da política em Portugal, os maiores prejudicados são os portugueses, porque além de ficarem em maus lençóis, devido às políticas desastrosas que são levadas a cabo e que é de uma ignorância atroz, por parte de um governo/ desgovernado, que não se importa de todo, nem está para aí virado, para que as pessoas possam ter a oportunidade de usufruir e deliciarem-se à sombra deste vegetal de tronco lenhoso. Como é que os nossos estimados governantes se dão ao luxo, de darem ordem para cortar árvores? E mais! Para conhecimento dos ditos iluminados governantes, que se dão ao luxo de mandarem executar este plano tão afrontoso e displicente, na forma indiscriminada e desumana, em que dão a ordem para este abate anormal e adquirem posteriormente uma postura e atitude tão desagradável, em que com uma distinta lata mandam indiscriminadamente cortar árvores!…  vemo-nos na obrigação de fazer, agora, as seguintes perguntas de forma bastante pertinente: Como é que podem desconhecer o valor de uma planta destas? Permanentemente lenhosa de grande porte, carregada de galhos e folhas na parte superior? Sendo, assim, um ser fantástico? Um bem desta natureza, tão precioso! Que a própria natureza se encarregou de nos fornecer de uma forma tão harmoniosa, espontânea, importante e natural? Só podem estar loucos, loucos de todo.

Exmos. Senhores iluminados, mas bastante ignorantes por sinal! As árvores não são de todo, para serem cortadas desta forma, tão ignóbil e maldosa. Perceberam? Ou querem que vos repita?

Comecem a ter tento nas vossas ações disparatadas.

Pedimos encarecidamente esse favor.

Caríssimos governantes, desgovernados, pedimos, igualmente e encarecidamente que deixem o nosso poderoso e precioso oxigénio em paz! Ou, também nos querem matar a todos com falta do nosso tão precioso oxigénio?

A prepotência é tanta e tão cega que os exmos. senhores, nem se dão conta que estão a dar cabo do Planeta. A isso se chama, ignorância e desrespeito para com o nosso Planeta.

Vocês caríssimos governantes, estão a pactuar com a destruição do nosso planeta. Já se deram conta disso?

Ou, simplesmente, não querem saber?

Só mesmo pessoas que não o estejam a funcionar bem dos pirolitos, não estejam com o seu juízo perfeito ou não estejam devidamente informados, mandam dar a ordem para o abate indiscriminado de 1821 sobreiros. Uma árvore milenar com tantos benefícios para o nosso habitat natural e nossa floresta.

Para vossa informação cada país do mundo, tem as suas características próprias no que diz respeito ao habitat natural e à natureza que os caracteriza. Sendo assim! Em cada país do mundo a sua natureza cresce de forma diferente, harmoniosa e espontânea, de acordo com o clima que os caracteriza. 

E o nosso país, não é exceção.

Para o bem comum, cada país defende e preserva de forma salutar a Floresta que os circunda. Isto é: As plantas, árvores e animais autóctones de cada região do país são devidamente preservadas de acordo com as normas de um país que se diz civilizado.

Pensávamos que em Portugal acontecesse o mesmo.

Mas, infelizmente, não acontece.

Vocês enquanto governantes/ desgovernados estão-se a esquecer desse património natural tão importante para todos nós.

Mais uma vez pela negativa, vocês tomam medidas em relação a um bem tão precioso, de uma forma tão desastrosa. Andam sempre ao contrário de países civilizados. Que pena que, assim, seja!

Como se diz por aí! «Albarde-se o burro à vontade do dono»  

Como é que o nosso governo tem sempre o infeliz hábito de embarcar nestes jogos sujos de poder e de só ver cifrões?  Nem que isso acarrete e custe um grande prejuízo, no que diz respeito à nossa natureza e meio ambiente? Ao teimarem, embarcar constantemente em planos diabólicos, sujos e sem jeito? 

Cá está! Sempre os interesses económicos à frente de tudo. Nem que para isso, haja prejuízo e castigo para com as pessoas que vivem numa sociedade de Direito. Neste caso a Portuguesa.

 Exmos. senhores iluminados deste país! como é que vocês que estudaram tanto! e sabem que existe, para mal dos nossos pecados, o aquecimento global! Devido precisamente aos maus tratos infringidos contra o Planeta? Não sabem disso?!… Em que tal desaire neste corte indiscriminado dos sobreiros, acarreta, assim, já por si, grandes problemas a nível Ambiental? Não se apercebem disso?

Santa Ignorância! Santa ignorância!

Chega de tanto disparate levado a cabo pelo governo ultimamente.

Até parece que estão a fazer de propósito!

Dá-me a ideia, que os senhores ultimamente deixaram de governar o país!

Precisamente, por más condutas ambientais de certos países como o nosso, leva a que haja um grande fosso neste tipo de medidas/desmedidas, com consequências gravíssimas numa desflorestação desenfreada.  

Então vamos enumerar o seguinte:

Vamos ter o seguinte problema com esta desflorestação desenfreada: Alterações climáticas, devido a redução de árvores, cujas funções é de que absorvem o dióxido de carbono, removendo e armazenando carbono enquanto, através da fotossíntese realizada pelas folhas, libertam oxigénio no ar, enriquecendo e limpando o ar que respiramos.  Acarreta, ainda: Extinção de plantas e animais exóticos e não somente a isso, é a de que a desflorestação liberta dióxido de carbono e outros gases com efeito de estufa. 

Os exmos. senhores iluminados armados em espertos, que resolveram e mandaram levar para a frente este plano tão disparatado! Ao planearem a destruição de árvores! E colocar nos lugares delas, a futura instalação de um parque eólico, em Sines!!! Têm a noção do mal e dos danos que estão a causar ao nosso Planeta? E ao País? Qual o vosso interesse nisso? É caso para ser questionado. E com razão.

Peço desculpa pelo atrevimento, mas quem manda executar um projeto destes, não tem noção do que está a fazer, nem tem a noção dos limites da razoabilidade e nem do bom senso que deveria imperar numa situação tão delicada e importante como esta.

As pessoas de bom senso ficam apreensivas e com toda a razão, por tamanho disparate, insensatez e ignorância levada teimosamente a cabo por estes seres irresponsáveis.

Caríssimos leitores, aprendam uma coisa! Nunca se dá em Portugal a maioria absoluta a nenhum partido político.

É a maior asneira que se faz…

Pois todos eles que adquirem a maioria absoluta no sufrágio realizado pelo povo, aquando da realização das eleições, e em que um desses partidos ganha, os partidos ganhadores em Portugal, não conseguem estar sossegadinhos, sem que comecem a deitar as unhas de fora, para fazerem asneiras e abusarem automaticamente do verdadeiro povo português. Abusam automaticamente do poder absoluto que adquirem por direito em sufrágio, transpondo esses abusos sucessivos descaradamente em tudo o que os rodeia e se mexe. abusando automaticamente dos poderes, que acham que adquiriram para irem contra o povo que os elegeu.

Aprendam!….  

Aprendam!… 

 Não se pode de deixar de perguntar o seguinte: Que luvas é que vão entrar? Para que os exmos. senhores tenham a desfaçatez de ir para a frente com um projeto desta natureza tão disparatado e absurdo? Que vai contra a sociedade Portuguesa?

Como é que os senhores têm a distinta lata em desenvolverem meios para que o parque natural do Sudoeste Alentejano e sua a agricultura sejam desvalorizados, em prol da agricultura intensiva?

Como é que se deixa que em Portugal, se pratique e perpetue um sistema político tão nefasto e polémico para com os cidadãos Portugueses? Em que se deixa que sejam abatidas árvores adultas e que se compense com a plantação de pequenas árvores de viveiro? Que só cumprirão totalmente os serviços ecossistémicos, daqui a umas décadas, se não secarem pelo caminho?

 Está mesmo à vista que teimam numa política errática, pois existem outros sítios e terrenos que foram propostos para levarem este projeto para a frente. Os senhores é que não querem.

Sabe-se lá porquê? Deve haver uma razão muito especial de interesses por parte dos exmos. senhores, que um simples cidadão comum, nunca terá oportunidade de saber. Pois grandes interesses prevalecem e se levantam.

Os exmos. senhores que aparecem com este tipo de projetos megalómanos, nem sempre o fazem para o bem do povo português, sabe-se lá, assim, o porquê disso.   Porque é que teimam em não aceitar as alternativas que foram propostas e apresentadas? É porque há, afinal, algum interesse em continuarem a teimar nesta conduta errática?

Teimosos!!!

O que vem a ser isto?! 

O que é que se está a passar de errado neste país?!

Que governação é esta?!

Os senhores, em vez de mandarem semear árvores?!! Mandam cortá-las?

Mas enlouqueceram todos?

Estes nossos governantes tem o infeliz mau hábito, de levarem em frente projetos megalómanos bastante polémicos, sem pensarem nos contribuintes.

Entretanto, muita gente fica prejudicada com este tipo indecente de comportamentos desviantes e grosseiros levados a cabo, por parte do governo. Nomeadamente no que diz respeito, a este caso, em que é envolvido o meio ambiente e sua preservação.

O erário público é constantemente usado de uma forma errática.

Tem que existir a contribuição de todos, como é lógico, mas com base no respeito e numa sustentabilidade lógica que seja em prol e benefício para todos e para o país.

Exmos. senhores! Que mau exemplo que vocês dão a conhecer aos outros países, ao insistirem numa imagem que compromete Portugal, em relação à luta constante, que têm tido os ambientalistas e em relação às normas de conduta que têm que ser seguidas e impreterivelmente no que diz respeito a tudo o que é inerente à defesa do meio ambiente.

Tudo isto e todos estes comportamentos de desleixo e do deixa andar, trazem consequências gravíssimas para o nosso país. 

Os exmos. senhores, já pensaram nisso?

Já pensaram numa política abrangente em defesa do meio ambiente?

O que me parece é de que os exmos. senhores ultimamente dão-se ao luxo, como têm maioria absoluta, em não pensarem em nada que diga respeito a uma governação, digna e normal. 

Pensem «…»

Pensar com lógica, só faz bem ao espírito.

Por favor não se sentem para estragarem nem desgastarem as cadeiras da Assembleia da República Portuguesa, com os vossos iluminados discursos que só estragam a imagem de um país milenar.

Poupem-nos desses discursos disparatados. 

Manuela Metello Marques.

 

Folha Nacional

Folha Nacional

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados