4 Março, 2024

Plataforma de sindicatos da PSP e associações da GNR decidem hoje novos protestos

A plataforma de sindicatos da PSP e associações da GNR reúnem-se hoje, no Porto, para decidir novas ações de protesto para contestar o tratamento que consideram “desigual e discriminatório” em relação à Polícia Judiciária.

©D.R.

 

A reunião da plataforma, composta por sete sindicatos da Polícia de Segurança Pública e quatro associações da Guarda Nacional Republicana, vai decorrer nas instalações do Comando Metropolitano da PSP do Porto com “o objetivo de discutir, planear e agendar novas ações de protesto motivadas pela questão dos suplementos remuneratórios, em particular a falta de paridade com a Polícia Judiciária”, refere um comunicado daquela estrutura.

Fonte da plataforma disse à Lusa que os sindicatos da PSP e associações da GNR querem realizar mais ações de protesto antes das eleições legislativas antecipadas de 10 de março para pressionar o próximo Governo a alterar os suplementos remuneratórios nas duas forças de segurança.

A contestação dos elementos da PSP e da GNR teve início após o Governo ter aprovado, a 29 de novembro, o pagamento de um suplemento de missão para as carreiras da PJ, que, em alguns casos, pode representar um aumento de quase 700 euros por mês.

Os elementos da PSP e GNR consideram tratar-se de um “tratamento desigual e discriminatório”.

Fazem parte desta plataforma a Associação dos Profissionais da Guarda, Associação Nacional Autónoma de Guardas, Associação Nacional de Sargentos da Guarda, Associação Socioprofissional Independente da Guarda, Associação Sindical dos Profissionais de Polícia, Sindicato dos Profissionais de Polícia, Sindicato Nacional dos Oficiais de Polícia, Sindicato Nacional da Polícia, Sindicato Independente de Agentes de Polícia, Sindicato Nacional da Carreira de Chefes e Sindicato Unificado de Polícia.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados