4 Março, 2024

CHEGA vai propor comissão parlamentar de inquérito à gestão da Covid-19

O presidente do CHEGA, André Ventura, anunciou hoje que o partido vai propor uma comissão parlamentar de inquérito à gestão da covid-19 por parte do Governo, particularmente no que respeita à compra de vacinas e de testes.

© Folha Nacional

Para André Ventura, em causa poderá estar o “desbaratar de milhões de euros” durante a pandemia da covid-19.

“Logo que comece a sessão legislativa, vamos propor uma comissão parlamentar de inquérito à gestão do Governo durante o período covid. A aquisição de testes, a aquisição de vacinas, a aquisição de equipamentos têm que ser escrutinadas”, referiu.

Na quinta-feira, o Tribunal de Contas (TdC) revelou que os preços fixados pelo Governo para os testes de diagnóstico da covid-19 resultaram num aumento da despesa pública estimado em 153,4 milhões de euros entre 2020 e 2021.

Num relatório divulgado no seu ‘site’, o TdC conclui que os preços fixados pelo Ministério da Saúde para os testes de diagnóstico da doença causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, comparticipados pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS), “nem sempre tiveram subjacente a fundamentação técnica apresentada pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA, IP)”.

Isto “prejudicou a transparência dos respetivos processos de formação de preços e se traduziu em acrescida despesa pública”, conclui o relatório.

Para André Ventura, “isto mostra bem como é que estas pessoas gerem o país, como é que estas pessoas desbaratam milhões, quando nós depois já sabemos, dois ou três anos depois, que afinal este dinheiro foi mal empregue”.

“Nós já várias vezes tínhamos, no Parlamento, apontado o dedo à gestão durante o período da covid-19, quer na compra de material, de vacinas e agora de testes”, disse ainda o líder do CHEGA.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados