23 Maio, 2024

CHEGA propõe rendimentos até mil euros isentos de IRS e “reajuste dos escalões”

O CHEGA propôs que os rendimentos até mil euros fiquem isentos de IRS e um “reajuste dos escalões” para beneficiar quem aufere até dois mil euros, anunciou hoje o presidente do partido, André Ventura.

© Folha Nacional

 

“A proposta que hoje apresentamos estabelece uma isenção até aos mil euros de rendimento e permite que os escalões mais beneficiados sejam precisamente aqueles em que se ganha mil euros ou 1500 euros”, afirmou.

O líder do CHEGA apresentou, em conferência de imprensa na sede nacional do partido, em Lisboa, a sua proposta relativa ao IRS que indicou já ter sido entregue na Assembleia da República.

“Com um limiar de isenção nos mil euros, todos os escalões beneficiarão de uma redução”, indicou, referindo tratar-se “um imposto progressivo no seu escalonamento”.

O presidente do CHEGA explicou que na proposta que o seu partido apresentou “mantém-se o número de escalões, mudam é os limiares”.

“Há um reajuste dos escalões”, afirmou, estimando que o custo seria de “1.175 milhões de euros”.

André Ventura defendeu que “a proposta assim construída é moralmente correta”, e “acaba por beneficiar também quem ganha mais, mas beneficia muito mais quem ganha menos ou quem está na escala intermédia”.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados