27 Fevereiro, 2024

Israel aprova orçamento suplementar de 6.300 milhões de euros para financiar a guerra em 2024

O Parlamento israelita aprovou hoje um orçamento suplementar de 25.900 milhões de shekels (cerca de 6.300 milhões de euros) para financiar a guerra contra o Movimento de Resistência Islâmica (Hamas) na Faixa de Gaza até 2024.

© Facebook Israel Reports

A medida passou com 59 votos a favor e 45 contra, e significa um aumento do orçamento geral para 510.000 milhões de shekel (cerca de 118.000 milhões de euros), segundo confirmou um porta-voz do Knesset, o parlamento israelita, em declarações ao jornal ‘The Times of Israel’.

Este montante adicional deverá ser utilizado, entre outras coisas, para comprar mais armas e efetuar pagamentos aos reservistas do exército, bem como para prestar ajuda aos cidadãos que foram deslocados internamente, especialmente nas zonas próximas da fronteira com a Faixa de Gaza, no sul do país, e com o Líbano, no norte.

A verba inclui ainda o financiamento de numerosos projetos do Ministério para os Colonatos.

O ministro das Finanças israelita, Bezalel Smotrich, congratulou-se com a decisão do parlamento, afirmando que se trata de um “bom orçamento” que, no seu entender, “dá resposta às necessidades da guerra no país”.

“O exército tem, como sempre, todo o apoio orçamental para fazer tudo o que for necessário para derrotar o inimigo”, sublinhou Smotrich, referindo-se a uma votação que decorreu na ausência de figuras políticas como a ministra dos Serviços Secretos de Israel, Gila Gamliel.

Segundo Smotrich, o orçamento oferece “soluções globais para os retirados, para as empresas e para os sobreviventes do 07 de outubro, […] sempre em benefício de todos os cidadãos israelitas”.

Os deputados do partido Unidade Nacional, de Benny Gantz, votaram contra.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados