4 Março, 2024

Ucrânia denuncia “ataque recorde” da Rússia com 90 drones na noite de Ano Novo

A Ucrânia denunciou hoje um “ataque recorde” da Rússia, durante a noite de Ano Novo, às cidades de Lviv e Odessa com recurso a 90 drones, causando pelo menos um morto, avança a AFP.

© Facebook de Volodymyr Zelensky

 

Segundo aquela agência de notícias, que cita a Força Aérea ucraniana, 87 dos 90 drones explosivos ‘Shahed’ lançados pelas forças russas a partir de quatro locais foram destruídos em voo.

“O inimigo utilizou um número recorde de drones de ataque”, denunciou a Força Aerea ucraniana, citado pela AFP.

As forças da Ucrânia revelaram também ataques com quatro mísseis terra-ar S-300 na região de Kharkiv (no nordeste) e três mísseis antirradar Kh-31 e um Kh-59 nas regiões de Kherson e Zaporijjia (no sul).

Na região de Lviv, no oeste do país, os ataques destruíram uma universidade e um museu cuja história está ligada a duas figuras nacionalistas ucranianas que colaboraram com os nazis durante a Segunda Guerra Mundial, aponta a AFP.

Aquele ataque noturno, reportaram as autoridades locais, causou um morto e feriu oito pessoas na região de Odessa, no sul da Ucrânia, e em Khmelnytsky, uma criança ficou ferida.

Já a Rússia comunicou bombardeamentos ucranianos e ataques de drones na região fronteiriça de Belgorod, que não causaram vítimas.

Moscovo e Kiev têm assistido a uma escalada de violência nos últimos dias, com um ataque sem precedentes em Belgorod, na Rússia, no sábado, que matou 24 pessoas, após um ataque com mísseis na Ucrânia na sexta-feira, que Kiev descreveu como “maciço” e que fez cerca de 40 mortos.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados