20 Fevereiro, 2024

Polónia pede ao Ocidente que a Ucrânia seja equipada com mísseis de longo alcance

O novo ministro dos Negócios Estrangeiros da Polónia, Radoslaw Sikorski, pediu hoje ao Ocidente que a Ucrânia seja equipada com mísseis de longo alcance para poder responder aos ataques massivos russos.

A Rússia realizou novos ataques aéreos em série contra a Ucrânia na terça-feira, matando pelo menos cinco civis e ferindo 130 pessoas, principalmente em Kiev e Kharkiv, de acordo com as autoridades ucranianas, que continuam a pedir aos seus aliados ocidentais maior ajuda militar.

“Devíamos responder ao último ataque à Ucrânia numa linguagem que [o Presidente russo, Vladimir] Putin compreenda: reforçando as sanções para que não possa fabricar novas armas com componentes contrabandeados e fornecendo a Kiev mísseis de longo alcance, permitindo-lhe eliminar os locais de lançamento e os centros de comando” da Rússia, declarou Sikorski na rede social X (antigo Twitter).

A Polónia é um dos principais apoiantes da Ucrânia na Europa, apesar do abrandamento ocorrido nos últimos meses devido a disputas comerciais.

No cargo desde meados de dezembro e integrando o novo Governo pró-europeu do país, Sikorski visitou a Ucrânia pouco antes do Natal – na sua primeira viagem internacional – para garantir o apoio contínuo da Polónia ao seu vizinho em guerra com a Rússia.

Nesta ocasião, apelou à União Europeia (UE) e aos Estados Unidos para “mobilizarem” a sua economia e os seus meios de produção para armar a Ucrânia.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados