20 Fevereiro, 2024

Candidata republicana pede proteção aos Serviços Secretos dos EUA

A candidata às primárias do Partido Republicano, Nikki Haley, pediu proteção aos Serviços Secretos norte-americanos devido ao aumento de ameaças durante a campanha, indicou um relatório publicado na segunda-feira.

©Facebook de Nikki Haley

Haley, a última grande adversária do ex-presidente Donald Trump na corrida às primárias republicanas, afirmou durante a campanha na Carolina do Sul ao The Wall Street Journal ter feito o pedido.

“Tivemos vários problemas (…). Isso não me vai impedir de fazer o que preciso de fazer”, disse.

Nos últimos meses, houve pelo menos dois incidentes a envolverem ameaças contra a casa onde Haley tem residência, no estado da Carolina do Sul. Um dos episódios terá ocorrido na presença dos pais.

“Quando se faz uma coisa destas, recebe-se ameaças. É a realidade, e não faz mal. Parte de participar na vida pública é lidar com as ameaças que andam por aí. Isso não me vai dissuadir”, notou Haley.

Os Serviços Secretos só fornecem proteção depois de autorizados pelo secretário de Segurança Interna, Alejandro Mayorkas, que, por sua vez, consulta um comité do Congresso.

Os Serviços Secretos prestam serviço ao presidente e ao vice-presidente, bem como às famílias destes e a alguns responsáveis do governo.

Também podem fornecer proteção aos candidatos presidenciais dos principais partidos, uma autoridade concedida após o assassínio de Robert F. Kennedy em 1968.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados